Discipulado na igreja localPassos iniciais para o processo de discipulado em grupo

Passos iniciais para o processo de discipulado em grupo

5 minutos | Postado 11 meses atrás

SONY DSC

A igreja necessita de um processo de discipulado, porque um ponto fundamental da GRANDE COMISSÃO; é a ordem de Jesus  de ir e “Fazer discípulos e ensiná-los todas as coisas que vos tenho mandado”. A igreja tem feito uma coisa ou outra isoladamente, e em alguns casos, nenhuma das duas. As vezes o novo discípulo de Jesus não amadurece por falta de ensino bíblico. Outras vezes os membros da igreja tem recebido apenas ensino bíblico, mas não tem consciência do que significa ser discípulo de Jesus. 

  1. Discípulos sem ensino se tornam crentes raquíticos
  2. Crentes que não são discípulos se tornam membros ativistas
  3. Discípulos com ensino bíblico transformam o mundo

Passos iniciais

A palavra processo distingue de programa, etc. Um passo inicial numa modalidade de processo pode ser resumido da seguinte maneira:

ORE PARA DEUS AGIR

  1. Peça para que Deus mostre quem ele escolheu para participar do processo de discipulado e ensino bíblico
  2. Observar, observar e observar… Depois que você orar pedindo para Deus mostrar as pessoas que devem participar de um grupo, observe o que Ele fará. Ele começará a incomodar aquelas pessoas que deseja que participem
  3. Orar pelas pessoas que você sente  que Deus está lhe mostrando. Depois que você as identificar, comece a orar por elas antes de convidá-las.
  4. Fazer uma lista dos nomes
  5. Fazer o convite para as pessoas participarem de uma reunião de apresentação do processo de discipulado, na qual conhecerão o que significa iniciar uma caminhada como discípulo de Jesus
  6. Não caia na tentação de se limitar a escolha de pessoas estratégicas no processo só porque elas tem cargos na igreja ou são importantes
  7. Não faça apelos de massa para que pessoas participem do processo. Nunca se esqueça que é Deus quem as convida. Nosso papel é apenas chamar quem Ele já escolheu.

Reunião inicial 

  1. Realize um encontro informal com as pessoas convidadas, preferencialmente num horário fora de qualquer atividade da igreja. No máximo 1h de duração e ser bem dinâmica.
  2. Explicar o preço do discipulado. Mostrar que elas terão que abrir mão de algumas coisas para participar desse processo, como: compromissos formais, horas de sono, viagens, tempo assistindo TV, etc. As pessoas devem ser orientadas a orar sobre isso, pois não estão se prendendo a mais um compromisso formal, mas a algo que irá provocar transformação em sua vida
  3. O material utilizado normalmente tem 13 lições semanais para serem feitas, e não apenas lidas. Cada estudo toma cerca de 40 a 60 minutos por dia em leitura da Bíblia, reflexão, oração.
  4. Além disso, cada um terá de disponibilizar tempo para uma reunião semanal do grupo de uma hora e meia a duas horas. O objetivo da reunião semanal não é exatamente estudar as lições, e sim para compartilhar o que Deus tem falado durante a semana, orar uns pelos outros e compartilhar as experiências vividas
  5. Depois de dadas as explicações, cada pessoa que participar da reunião inicial deverá orar sobre o assunto por uma ou duas semanas e pedir de Deus a confirmação para integrar o processo de discipulado por meio de um novo grupo. Cada pessoa só deve entrar no grupo se Deus tocar seu coração, e por nenhum outro motivo.
  6. Aqueles que se sentirem tocados por Deus devem retornar para uma próxima reunião, onde firmarão o compromisso de participar do grupo.
  7. No segundo encontro será também apresentada uma visão do material que será utilizado, custo financeiro, data de início do grupo, quantidade de pessoas por grupo e outros detalhes

Formação do grupo

  1. O número ideal de pessoas no grupo é 10 a 12 incluindo o facilitador
  2. O processo de discipulado requer um trabalho de paciência e perseverança. Durante o desenvolvimento do grupo, o orientador deve sempre estar atento, e pedindo a direção de Deus, no sentido de que ele levante pessoas dentre o grupo que possam começar a orientar novos grupos na próxima etapa.
  3. Enquanto o processo de discipulado está sendo consolidado, pode-se começar a fazer ligação dele com a implantação dos ministérios da igreja relacionados aos dons espirituais.

Mudanças espontâneas

  1. Deus muda radicalmente a vida do grupo e a visão das pessoas em relação à sua obra, que passam a entender que toda iniciativa da obra de Deus é dele e não nossa.
  2. Algumas pessoas são usadas por Deus para formar novos discípulos que continuam a formar outros discípulos
  3. As pessoas começam a se relacionar em pequenos ajuntamentos (PG/UA, etc

Alex Palmeira

Salvo pela graça, servo de Jesus, em missão como embaixador do reino de Deus - atua como diretor do movimento PN5.
União Sul Brasileira da IASD

Discipulado na igreja localPassos iniciais para o processo de discipulado em grupo