Ferramentas de análise SWOT

1 minuto | Postado 2 anos atrás

swot

 

SWOT é a sigla dos termos ingleses Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities(Oportunidades) e Threats (Ameaças). Em Administração, a Análise SWOT é um importante instrumento utilizado para planejamento estratégico que consiste em recolher dados importantes que caracterizam o ambiente interno (forças e fraquezas) e externo (oportunidades e ameaças) da instituição.

A técnica de análise SWOT foi elaborada pelo norte-americano Albert Humphrey, durante o desenvolvimento de um projeto de pesquisa na Universidade de Stanford entre as décadas de 1960 e 1970, usando dados da Fortune 500, uma revista que compõe um ranking das maiores empresas americanas.

DesTempl_48

 

As informações referidas abaixo devem ser enquadradas nas categorias SWOT para análise do cenário da igreja:

Desvantagens internas da igreja em relação às concorrentes. Ex.: má imagem, instalações desadequadas, mal testemunho dos membros, integração com os novos membros, poucos líderes comprometidos, falta de estacionamento, famílias em processo de desestruturação, etc.;

Vantagens internas da igreja em relação às outras comunidades religiosas ao redor. Ex.: qualidade do culto oferecido, bom serviço prestado aos membros, solidez financeira, etc.

Aspectos externos positivos que podem potencializar o crescimento da igreja. Ex.: público alvo receptivo a mensagem, novas igrejas estabelecidas, igrejas de outras denominações em processo de declínio, etc.;

Aspectos externos negativos que podem por em risco o crescimento da igreja. Ex.: trabalho forte de outras igrejas, difícil localização da igreja, violência urbana acentuada, etc.

 

Análise cruzada

A análise swot cruzada consiste em cruzar as informações dos quatro quadrantes, de forma a obter um moldura que permita delinear estratégias importantes para o futuro da igreja.

Para a análise SWOT Cruzada é preciso primeiro fazer uma análise clara do ambiente, ou seja,  pesquisar profundamente as forças e fraquezas e saber identificar as oportunidades e ameaças. Para cada cruzamento é importante saber criar objetivos/estratégias:

 

  1. Pontos fortes x Oportunidades = estratégia ofensiva / desenvolvimento das vantagens competitivas.
  2. Pontos fortes x Ameaças = estratégia de confronto para modificação do ambiente a favor da igreja.
  3. Pontos fracos x Oportunidades = estratégia de reforço para poder aproveitar melhor as oportunidades.
  4. Pontos fracos x ameaças = estratégia defensiva com possíveis modificações profundas para proteger a igreja.

Alex Palmeira

Salvo pela graça, servo de Jesus, em missão como embaixador do reino de Deus - atua como diretor do movimento PN5.
União Sul Brasileira da IASD